Vídeos e letras de música portuguesa

Vídeos e letras

Sábado, 28 de Março de 2009
Título: Cavalo à solta
Intérprete: Vários Artistas
Álbum: -
Ano: 1986
 
 
Minha laranja amarga e doce
Meu poema
Feito de gomos de saudade
Minha pena

Pesada e leve
Secreta e pura
Minha passagem para o breve
Breve instante da loucura.

Minha ousadia, meu galope
Minha rédea
Meu potro doido, minha chama
Minha réstia

De luz intensa
De voz aberta
Minha denúncia do que pensa
Do que sente a gente certa

Em ti respiro
Em ti eu provo
Por ti consigo
Esta força que de novo

Em ti persigo
Em ti percorro
Cavalo à solta
Pela margem do teu corpo

Minha alegria
Minha amargura
Minha coragem
De correr contra a ternura

Minha laranja amarga e doce
Minha espada
Poema feito de dois gumes
Tudo ou nada

Por ti renego
Por ti aceito
Este corcel que não sossego
À desfilada no meu peito

Por isso digo
Canção castigo
Amêndoa travo
Corpo, alma, amante, amigo

Por isso canto
Por isso digo
Alpendre, casa
Cama, arca do meu trigo

Minha alegria
Minha amargura
Minha coragem
De correr contra a ternura

Minha ousadia
Minha aventura
Minha coragem
De correr contra a ternura

Minha alegria
Minha amargura
Minha coragem
De correr contra a ternura

Minha ousadia
Minha aventura
Minha coragem
De correr contra a ternura

Minha alegria
Minha amargura
Minha coragem
De correr contra a ternura
 

Este belo tema original de Fernando Tordo, com poema de José Carlos Ary dos Santos, que concorreu ao Festival RTP da Canção de 1971, é aqui interpretado por grande parte dos vencedores do festival até 1985, num programa integrado na campanha para o Eurofestival de 1986, onde viriamos a ser representados pela Dora com o tema "Não sejas mau p'ra mim".

Publicado por Daxe Renal às 00:24